terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Do Cinema

No facebook do blog do E falava-se sobre cinema. Mal lhe apanhei o rastro não me calei. Discutiam-se as nomeações para os Oscars e alguns filmes especificos. Dei por mim a falar sozinha.

No dia das nomeções eu almocei em 3 minutos e meio e corri para o carro onde fiquei ao sol a ouvir em directo as nomeações na Antena 3. Gritava aos locutores para que se calassem, insultava-os mentalmente por dizerem que Midnight in Paris não era um filme comercial (hein?). E mal digeri tudo senti o meu sangue a correr-me mais rápido nas veias, queria discutir filmes e nomeações, queria trocar ideias, argumentos. Acabei a falar sozinha... Verdade é que contam-se pelos dedos das mãos os meus amigos com os quais posso discutir cinema. E dentro desses aqueles com quem realmente posso ter uma discussão válida. Quase como politica o cinema é um debate muito complexo, mesquinho... Trata-se de opiniões muito intimas e pessoais, pois só assim um filme pode ser apreendido. Tomamos uma crítica a um filme que gostamos como uma crítica a nós próprios. No entanto quando respeitamos a pessoa que está à nossa frente conseguimos trocar argumentos sem que ninguém saia ofendido, intimidado. Defendemos com garras e dentes o que sentimos e eu, tal como a maioria das pessoas que realmente gostam de cinema são de ideias fixas.

No Facebook do E acabei sem querer por entrar em ideias contraditórias com a autora do Palavras Dispersas, uma delas por pura distração minha, quando se falava de filmes "oscarizados" que maior murro no estomago nos deram. Ambas respondemos Slumdog Millionaire, eu pela negativa erradamente ao que me era perguntado. No entando e sem conhecer sinto que gostaria de discutir mais cinema com ela, pois pelo que vejo pelo seu blog gosta genuinamente de cinema, e como não gostar de falar com uma pessoa assim mesmo que as opiniões sejam contraditórias.

Eu tenho um amigo, O amigo do cinema. Aquele que esquecendo os coleguinhas de turma que respiravam, comiam e sonhavam cinema, sempre foi O amigo com quem falei de cinema, vi cinema, discuti cinema. Nunca estamos de acordo e no entanto respeito-o como julgo que ele me respeitará. Porque sei que o ritmo do coração dele acelera quando faltam escassas horas para começar os Oscars. Que tal como eu alimenta a alma e não só de filmes. Que "vai ver um filme" ou invés de "ir ao cinema" (em inglês soa sempre melhor, go to see a film instead of going to the movies).

E o episódio das nomeações dos Oscars assim como hoje do semi-debate no E só me deixou ainda mais clara uma certeza que começa a surgir cá dentro. Eu preciso de cinema na minha vida. Preciso de cinema como de pão para a boca e de tudo aquilo que precisar de cinema significa. E se eu não passar rapidamente a ter cinema a sério na minha vida (já lá vão 2 anos desde o fim dos estudos, 2 anos desde o último artigo publicado na imprensa), eu vou simplesmente dar em louca. Porque cinema... Dane-se a moda, os romances e tudo o resto que tanto gosto. Cinema é a minha vida e não sei como lhe perdi o rastilho mas necessito com urgência de o voltar a encontrar. Sob pena de ficar mais vezes a falar sozinha...

11 comentários:

Charlotte disse...

Sente-te à vontade para me chateares quando quiseres :D blogue, FB ou e-mail ;)

Raquel Fernandes disse...

I will, I will :)

F.G. Rodrigues disse...

Queria muito a vitória de A Arvore da Vida, mas ficarei imensamente feliz pela vitória de O Artista!!!!



site: molokoxxi.blogspot.com

P. disse...

posso dizer que a minha hora de almoço ficou em stand by para ouvir as nomeações :)
como tu, não sei viver sem cinema... e vejo muito e de tudo um pouco... mas às vezes não gosto de ter uma opinião muito "fechada" sobre os filmes... acho que cada um deve descobrir por si e ver o filme de coração aberto. além disso, não somos todos iguais e também depende muito do momento em que se vê... mas isto sou eu a dispersar :) este ano comprometi-me a ver todos os nomeados, mesmo que isso me "obrigue" a ver transformers e coisas do género :P

Raquel Fernandes disse...

P: Admiro-te por isso. Eu não consegui ver nenhum Senhor dos Aneis até ao fim por muito que tentasse. Mas tento ver o máximo possivel para poder ter uma opinião. Esta semana vou todos dias ao cinema até conseguir colmatar as minhas falhas. Tenho mil críticas delineadas para escrever aqui, estou a guardar tudo para o texto dos Oscars, vai ficar gigante!! Talvez escreva sobre os não nomeados antes e sim cada um de nós deverá ter uma opinião independente, eu por exemplo só leio críticas depois de ver os filmes.

Quanto à dureza na forma de ver os filmes, foi-me um pouco imposta aquando do meu mestrado. Os essays tinham de ser muito críticos e os britanicos como bem sabes não são fáceis nas suas avaliações.

FG acho dificil que o Tree of Life ganhe, a nomeação já deve ter sido quase arrancada a ferros. É um filme que ainda estou a digerir, a rever. Para não ser injusta, prefiro ainda não o "catalogar" mas não o entendo como a obra prima de Malick.

Saudações cinéfilas a todos :)

Sara disse...

adorei o teu texto e apesar de não ser nenhuma "expert" em cinema, adoro cinema de paixão. está também no top do que mais gosto e tal como tu sinto que nestes últimos meses fui perdendo o rastilho do que tão bem me sabe. sempre vi os óscares madrugada dentro a bater palmas e a dar guinchinhos quando os filmes de que mais gosto são reconhecidos. sempre o fiz e este ano quero voltar a fazê-lo, nem que isso implique uma quase directa para ir trabalhar :) *

Pulha Garcia disse...

O cinema também é uma das minhas artes preferidas. Alimenta-me a alma. Tal como tu gostava de tirar alguma coisa ligada ao cinema, mas talvez mais na onda de guionista...

Raquel Fernandes disse...

Sara eu ainda não sei como vou fazer este ano, acho que tambem vai ser directa.

Pulha eu tirei um mestrado em estudos cinematrogaficos em Bristol mas vim parar à moda. Cinema em Portugal não é simples e argumentismo também está nas minhas ambiçoes. Já vivi respirei cinema non stop durante dois anos, daí convenhamos, a minha grande frustação.

Ego disse...

muito bom post Senhora Dona raquel ;)

Jo, the carrot disse...

e senti me frustrada porque sou zero nisto e não consigo comentar devidamente, como o excelente post mereceç. eu vejo blockbusters, gosto deles, mas também sei apreciar todos os restantes, que no fundo, são a arte pela arte e não pela comercialização (isto soou mal, mas vide inicio de frase pfv.)

apenas posso dizer, com toda a certeza, que tu és capaz de ir lá, de seguir o rastilho, mas tens que te esforçar!**

Raquel Felino disse...

Fuck. Five years gone and so little done.. 🤔🤔🤔